Na última sexta-feira (11), a Bayer internacional trouxe um comunicado oficial afirmando que problemas de "força maior" terá problemas com a oferta de glifosato. Dificuldades com uma falha mecânica de um de seus fornecedores foram comunicadas, as quais deverão ocasionar "substanciais reduções de produção". 

Na sequência, veja a íntegra do comunicado traduzido e, abaixo, a nota oficial da Bayer Internacional, em inglês, assinada por Udo Schneider, Global Head de Manufatura de Ingrediente Ativo. 

"A quem possa interessar

RE: Glifosato/Anúncio de Situação de Força Maior

Estou escrevendo para você hoje para notificá-lo da seguinte situação, que constitui um evento de Força Maior para a Bayer: um de nossos principais fornecedores de matérias-primas sofreu uma falha mecânica em sua fábrica e que leva a uma redução substancial nas taxas de produção. A partir de agora, dada a notificação do fornecedor esperamos que os reparos desta linha de produção levem cerca de três meses.

Como resultado deste evento de Força Maior, a capacidade da Bayer de fornecer seus clientes com glifosato ou produtos contendo glifosato conforme acordado em determinados contratos ou sob ordens de compra aceitas foi impactado. Pedimos desculpas por esse impacto, mas esperamos que você compreenda que esta situação está além do nosso controle razoável.

A Bayer coopera perfeitamente com o referido fornecedor-chave e outros parceiros de
confiança para limitar o impacto ao mínimo possível.

Enquanto trabalhamos para mitigar o déficit e entender melhor a situação e seu impacto em nossos clientes, retornaremos a você com informações adicionais assim que pudermos.

O diretor da LucrodoAgro, Eduardo Lima Porto, em entrevista ao Notícias Agrícolas, fez alguns questionamentos em torno do comunicado da Bayer, principalmente sobre o conceito de "força maior", já que, como explica o especialista, considerado força maior são situações como catástrofes promovidas por intempéries climáticas ou conflitos bélicos, por exemplo. 

"Estamos vendo mais uma situação inédita, que poderia ser chamada até de inovação.  O grande produtor mundial de glifosato chamar de força maior uma falha mecânica de um fornecedor", afirma Lima Porto. "Tenho muita dificuldade em entender falha mecânica como uma força maior". 

O executivo levanta ainda os questionamentos em relação ao cumprimento dos contratos já firmados para a entrega de glifosato com alguns produtores e que poderão não ser cumpridos no tempo previsto e em como a situação seria tratada caso as condições fossem de não entrega de grãos por parte dos produtores. 

"Como fica a situação do produtor nesta conjuntura? Essas situações precisam ser questionadas. E eu acho que problemas de dimensões como estas sempre abrem oportunidades. A primeira delas é realmente batalhar pela maior flexibilização de contratos em que a legislação permitisse o produtor fazer importações diretas. Isso é um direito absolutamente legítimo", diz. 

O Notícias Agrícolas já entrou em contato com a Bayer e estamos esperando informações mais detalhadas por parte da companhia. 

https://www.noticiasagricolas.com.br/videos/agronegocio/309340-entrevista-com-eduardo-lima-porto-dir...

Notícias relacionadas

Plano Safra 2022/23 é de R$ 340,8 bilhões Plano Safra 2022/23 é de R$ 340,8 bilhões

Os recursos do Plano Safra 2022/2023 com juros controlados somam R$ 195,7 bilhões e com juros livres, R$ 145,18 bilhõesPlano Safra para agri...

Colheita da soja chega a 14% no Rio Grande do Sul Colheita da soja chega a 14% no Rio Grande do Sul

A colheita da soja avançou para 14% dos cultivos e outros 34% estão em maturação, 44% em enchimento de grãos, 7% em floração e resta apenas ...

Após quedas expressivas na sexta passada, milho volta a valorizar na CBOT Após quedas expressivas na sexta passada, milho volta a valorizar na CBOT

Tensões internacionais mudam o quadro de preços, enquanto safra brasileira é colhidaApós as perdas expressivas da última sexta-feira, o merc...

Soja: 90% dos embarques brasileiros de soja são de contratos firmados antecipadamente Soja: 90% dos embarques brasileiros de soja são de contratos firmados antecipadamente

Volume é recorde histórico para o período desde o início do ano, porém, sem volume de negócios recentesOs dados reportados nesta segunda-fei...

La Niña: NOAA informa que transição para fase neutra pode ser mais lenta e MetSul alerta para risco de frio mais cedo no milho safrinha La Niña: NOAA informa que transição para fase neutra pode ser mais lenta e MetSul alerta para risco de frio mais cedo no milho safrinha

Segundo Estael Sias, além do frio, produtor do Sul do Brasil vai continuar lidando com irregularidade das chuvasEm atualização divulgada na ...

Colheita de soja perde ritmo no Brasil, aponta consultoria Colheita de soja perde ritmo no Brasil, aponta consultoria

A colheita do milho verão 21/22, por sua vez, chegou a 18% da área cultivada, contra 14% no mesmo período do ano passadoA colheita da s...

Plantio de soja está quase concluído no RS; colheita de milho verão chega a 42% Plantio de soja está quase concluído no RS; colheita de milho verão chega a 42%

SÃO PAULO (Reuters) – O plantio de soja 2021/22 atingiu 99% das áreas no Rio Grande do Sul, avanço de 1 ponto percentual na semana, enquanto...

Rio Grande do Sul tem 253 mil propriedades atingidas por estiagem Rio Grande do Sul tem 253 mil propriedades atingidas por estiagem

Segundo levantamento da Emater, quase 93 mil agricultores registram perdas na produção de milho; na soja, são cerca de 82 mil produtoresO&nb...

TARDE DE CAMPO SANANDUVA 2017 TARDE DE CAMPO SANANDUVA 2017

Tarde de Campo Sananduva foi realizada no dia 24/02/2017

Evento Cooperativa Farol e Arysta!!! Evento Cooperativa Farol e Arysta!!!

A COOPERATIVA DA AGRICULTURA DE PRECISÃO LTDA FAROL e a ARYSTA, realizaram na noite 30/08/2016 o Evento de Lançamento SELECT ON PACK  e...

Criado e desenvolvido por HLQ - Criação de sites